INSS Contribuinte Individual 2021: Quem tem direito, Como funciona e Tabela

O número de cidadãos brasileiros que ingressam num negócio por conta própria, tem crescido cada vez mais como resposta a falta de emprego. Observando justamente esse fenômeno, o governo brasileiro desenhou o INSS contribuinte Individual para que esse grupo de trabalhadores possam conta com benefícios oferecidos pelo INSS. Não deixe de conferir nos próximos tópicos como o INSS Contribuinte Individual 2021 funciona e como você pode se inscrever nele.

INSS Contribuinte Individual 2021

INSS Contribuinte Individual 2021

INSS Contribuinte Individual

O pagamento INSS 2021 é a princípio aberto para trabalhadores que apresentam vínculo com uma empresa, onde o INSS faz a cobrança das contribuições que devem ser feitas pelo empregado diretamente no salário bruto recebido por ele.

Esse método de cobrança automaticamente exclui os trabalhadores autônomos, já que eles não apresentam vínculo com nenhuma firma. Como resposta a isso, foi desenhado o INSS contribuinte individual, que permite a classe de trabalhadores individuais fazer contribuições ao INSS.


Quem pode ter o INSS Contribuinte Individual

O INSS impõe regras para que os cidadãos interessados possam se inscrever no programa como contribuintes individuais. Sendo que antes de mais nada, é preciso que a pessoa interessada:

  • Seja um trabalhador autônomo e;
  • Possua uma renda mensal.

Fora isso, é preciso ter a inscrição no PIS em dia como pessoa física, ou seja, não possuir taxas atrasadas. Lembrando que pessoas jurídicas não podem usufruir deste tipo de benefício, para essa classe de trabalhadores é preciso aderir a aposentadoria privada.

Esse modelo de contribuição ao INSS 2021 também abrange os cidadãos que trabalham como freelancers, ou melhor, pessoas que pegam projetos aleatórios, mas que, no entanto, não apresentam nenhum emprego fixo.

Quem pode ter o INSS Contribuinte Individual

Quem pode ter o INSS Contribuinte Individual


Como funciona o INSS Contribuinte Individual

Depois de aderir ao INSS contribuinte individual, é preciso que o beneficiário conheça as regras que permitem o acesso aos benefícios providenciados em detrimento disso.

De acordo com as leis da previdência social 2021, somente depois de 30 anos de contribuição é que o contribuinte poderá ter a sua aposentadoria.

No INSS Contribuinte Individual é preciso que o trabalhador se responsabilize pelo pagamento das contribuições por conta própria, já que nesse caso o INSS não faz a recolha das contribuições diretamente na fonte.

➜ Saiba também como tirar a certidão do FGTS 2021.

Para facilitar esse processo, a previdência providencia uma plataforma online onde é possível emitir o boleto de pagamento INSS.

Você pode emitir o guia de pagamento no site oficial da Previdência Social.

  • A opção para esse serviço fica no menu “Categorias”;
  • Na opção “Contribuinte Individual, Doméstico, Empresário, facultativo ou Segurado Especial”.

Tabela INSS para Contribuinte Individual

Para que haja um pagamento justo das contribuições INSS por parte do trabalhador autônomo 2021, é disponibilizada uma tabela que apresenta as alíquotas que são aplicadas a cada remuneração segundo critérios estabelecidos na tabela.

Em geral, o valor que será pago é determinado de acordo com o salário mensal do contribuinte, sobre o qual são aplicadas alíquotas que variam em porcentagens.

Sendo assim, vale a pena ficar atento aos canais de informações da previdência para não perder a tabela do INSS 2021 Contribuinte Individual e seguir com o pagamento quando a hora chegar.

Tabela para Contribuinte Individual e Facultativo 2021
Salário de Contribuição (R$) Alíquota Valor
R$ 1.045,00 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição)** R$ 109,78
R$ 1.045,00 até R$ 5.839,45 20% Entre R$ 199,60 (salário mínimo) e R$ 1.167,89 (teto do inss)